terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

GOVERNO LULA 10 MILHÕES PARA ACALMA O MST




Dois integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) foram autuados por homicídio qualificado pela morte de quatro seguranças da Fazenda Consulta, no município de São Joaquim do Monte (PE), na tarde de ontem (21). De acordo com o delegado local, que investiga o caso, Luciano Francisco Soares, foram autuados Aluciano Ferreira dos Santos e Paulo Alves Cursino. Outros dois sem-terra também acusados das mortes estão foragidos.
O promotor agrário estadual de pernambuco Édson Guerra vai convocar a Ouvidoria Agrária Nacional na busca de uma solução para a região de São Joaquim do Monte, no agreste pernambucano, palco de um conflito que resultou na morte de quatro seguranças da Fazenda Consulta, por trabalhadores sem-terra ligados ao MST, na tarde do sábado.
No interior de SÃO PAULO, Grupos de sem-terra ligados a José Rainha Júnior, líder dissidente do Movimento dos Sem-Terra (MST), invadiram 20 fazendas no Pontal do Paranapanema, oeste paulista, entre a noite de domingo e a madrugada de ontem. O chamado "Carnaval Vermelho" mobilizou cerca de dois mil militantes, segundo nota distribuída pelas lideranças. Além de dissidentes do MST, participaram integrantes do Movimento dos Agricultores Sem-Terra (Mast), Brasileiros Unidos pela Terra (Uniterra), Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MTST) e de sindicatos ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT).
O principal alvo das ações é o governo de São Paulo, O secretário estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania, Luiz Antonio Marrey, disse nesta terça-feira, 24," É preciso esclarecer que essa situação serve apenas para esse movimento, pois perturba a tranquilidade na região e não serve para eventuais candidatos ao assentamento", disse. "Isso tudo é pretexto para a luta política. Parece um partido de oposição ao governo do Estado." Marrey contou ter lido que o grupo de Rainha já recebeu cerca de R$ 7 milhões do governo federal e que o Ministério Público estaria apurando a aplicação dos recursos. "Do governo do Estado, eles não vão arrancar nenhum tostão."
DESVIOS DE RECURSOS:Entidades ligadas a José Rainha Júnior, assinaram convênios para garantir o repasse de mais de R$ 10 milhões do governo federal. Pelo menos R$ 7 milhões já foram liberados desde 2007. Parte dos recursos está sob investigação por suspeita de irregularidades nas prestações de contas.O principal beneficiado, a Federação das Associações dos Assentados e Agricultores Familiares do Oeste Paulista (Faafop), com sede em Mirante do Paranapanema, reúne assentados que participam das invasões coordenadas por Rainha.
Depois do Abril vermelho o governo federal ficou com medo dos desgaste político dos movimentos sociais e começou a liberar verbas sem fiscalizar sem um projeto responsável de reforma agrária, esse link comprova a liberação desde 2004.

Um comentário:

  1. Esse é o Brasil de Lula: tirando do povo e dando para os criminosos: mensaleiros, banqueiros, quadrilheiros ,organizações criminosas como Hamas, Farc (inclusive empregando familiares de seus líderes), mafiosos de bancos e outros ramos.
    E garantindo, através de colegas sindicalistas mafiosos como ele, que a coca seja produzida com trabalho escravo infantil e transportado pela única rodovia que o governo lula construiu (a Tanscocalera, na Bolívia) diretamente para os lares brasileiros, garantindo a destruição das famílias. Obrigado, Lula! Já vai tarde demais, e infelizmente deixa um poste plantado por eleições fraudadas.

    ResponderExcluir

obrigado pelo comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...