quinta-feira, 24 de setembro de 2009

HONDURAS MANUEL ZELAYA 3 MANDATO O TIRO SAIU PELA CULATRA

O governo interino de Honduras acusou o Brasil nesta quinta-feira de "evidente intromissão nos assuntos internos" do país e disse, portanto, que o governo brasileiro é responsável não só pela segurança do povo hondurenho como pela de todas as pessoas e propriedades que estiverem envolvidas no caso.
O comunicado divulgado pela Secretaria de Relações Exteriores de Honduras se baseia em uma declaração de Zelaya, que teria dito que consultou o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro das Relações Exteriores Celso Amorim sobre sua viagem de volta ao território hondurenho. Para o governo interino, isso prova que a entrada ilegal de Zelaya em Honduras foi "um ato promovido e consentido pelo governo do Brasil".
Manuel Zelaya é o presidente eleito, mas cometeu muitos erros também. Zelaya se preparava para desrespeitar o Supremo, o Congresso, a Constituição iniciando consulta sobre um terceiro mandato. Alertado por outras instâncias de poder, ignorou. Isso não justifica o que foi feito com ele, mas tira dele a aura de santo guerreiro contra os dragões golpistas que os governos brasileiro e venezuelano tentam dar.
No caso de Honduras, o Brasil estava fazendo tudo certo até o momento em que permitiu que a embaixada virasse escritório político do presidente deposto. Aí perdeu a razão e a postura. Resta torcer por uma solução que minimize o custo dos deslizes do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado pelo comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...