segunda-feira, 25 de julho de 2016

RIO MOSSORÓ UMA MORTE ANUNCIADA

   O Rio Mossoró é o maior recurso fluvial totalmente norte-rio-grandense, com cerca de 210 quilômetros de extensão. Ele nasce na Serra de Luiz Gomes e passa pelas cidades de Pau dos Ferros, Apodi, Felipe Guerra, Governador Dix-sept Rosado e Mossoró, e se caracteriza como o principal rio desses municípios. Em Mossoró, o recurso natural, que corta a cidade de uma ponta a outra, poderia ser uma excelente fonte de emprego e renda, com o turismo ou pescaria. 

   Mas os altos índices de poluição impedem que todas as potencialidades do afluente sejam exploradas em sua plenitude. Para se ter uma ideia do problema ambiental, a área urbana de Mossoró concentra o segundo maior índice de poluição do rio.

    O dado é resultado de estudos realizados pelo projeto " Rio Mossoró: Integridade a Serviço de Todos", desenvolvido pela Fundação Guimarães Duque, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), e pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern). De fato, as pesquisas atestam uma realidade que os mossoroenses conhecem de perto e que vem prejudicando direta e indiretamente a qualidade de vida da população. Um bom exemplo é a fedentina em diferentes pontos do rio Mossoró.

     O problema, fruto da grande poluição, é um denunciante de que o rio pede socorro, ao mesmo tempo um fator prejudicial aos moradores de comunidades ribeirinhas. No trecho próximo à rua Haroldo Gurgel, no bairro Pereiros, o cenário do rio Mossoró mais parece um esgoto a céu aberto. O lixo e mau cheiro nas águas fazem parte do cotidiano dos moradores da região. "É insuportável o cheiro vindo do rio.

   A gente vive aqui porque é o jeito", reclama um morador que preferiu não se identificar. Em outro ponto da cidade, nas proximidades da ponte da Leste-Oeste, Centro, o mau cheiro também acusa a sujeira das águas do rio. Entre os motoristas que trafegam diariamente na região, o odor vindo é uma reclamação comum e rotineira. Do mesmo modo, no trecho da avenida Presidente Dutra, no bairro Alto de São Manoel, o mau cheiro também afeta e incomoda as pessoas que circulam pelo local. 

    Desde 1993, a classe política vem discutindo medidas, projetos e estudos para revigorar o rio Apodi-Mossoró. Porém, até o momento, nada de concreto foi feito para revitalizar o recurso natural. Conforme a coordenadora do projeto citado, Suely Leal de Castro, no ano passado foi detectado uma grande degradação e poluição no rio e a probabilidade é que neste ano a situação tenha piorado. "E se nada for feito para mudar a situação do rio, a tendência é que o problema se agrave dia após dia", destaca. 

 TEXTO: ADRIANA MORAES - REPÓRTER [ JORNAL O MOSSOROENSE ] REPORTAGEM COLUNA O COTIDIANO MARÇO DE 2002






   Mata Ciliar é a cobertura vegetal nativa, que fica às margens de rios, igarapés, lagos, nascentes e represas. São importantes para a proteção de rios e lagos tal como são os cílios para nossos olhos. As matas ciliares também são conhecidas como mata de galeria, vegetação ribeirinha ou vegetação ripária.

   As Matas ciliares são fundamentais para o equilíbrio ecológico, oferecendo proteção para as águas e o solo, reduzindo o assoreamento e a força da água que chegam a rios, lagos e represas, mantendo a qualidade da água e impedindo a entrada de poluentes para o meio aquático. Formam, além disso, corredores que contribuem para a conservação da biodiversidade; fornecem alimento e abrigo para a fauna; constituem barreiras naturais contra a disseminação de pragas e doenças da agricultura; e, durante seu crescimento, absorvem e fixa dióxido de carbono, um dos principais gases responsáveis pelas mudanças climáticas que afetam o planeta.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

FIM DA PRIMEIRA ENQUETE PREFEITO DE MACAU 2016

Boa Tarde estamos finalizando nossa primeira enquete com a participação de 531 pessoas que correspondem cerca de 5% do eleitorado de Macau, guarde esses nomes com certeza vai sair dai o novo prefeito de Macau, a tendência é uma disputa polarizada em torno de cinco nomes, será uma campanha bastante acirada e interessante.  

domingo, 31 de maio de 2015

O RN ESTÁ PIOR E CADÊ O JUDICIÁRIO ?


A corrupção no Brasil afeta diretamente o bem-estar dos cidadãos brasileiros quando diminui os investimentos públicos na saúde, na educação, em infraestrutura, segurança, habitação, entre outros direitos essenciais à vida, e fere criminalmente a Constituição quando amplia a exclusão social e a desigualdade econômica. Na prática a corrupção ocorre por meio de desvio de recursos dos orçamentos públicos da União, dos Estados e dos Municípios destinados à aplicação na saúde, na educação, na Previdência e em programas sociais e de infraestrutura que, entretanto, são desviados para financiar campanhas eleitorais, corromper funcionários públicos, ou mesmo para contas bancárias pessoais no exterior. 


Hoje voltamos na localidade das Imburanas em Macau, quando chegamos encontramos um canteiros de obras abandonado com algumas máquinas paradas e restos de material; numa verdadeira constatação que foi montado as pressas para que pudesse justificar aos órgãos de fiscalização MP, TCU, CGU e outros a liberação das verbas para construção da ponte dos cavalos, Vigas de concreto começam sofrer corrosão colocando em um poço ou bolso mais profundo o dinheiro do erário e do cidadão. 




Enquanto isso Salina cobra e ganha com pedágio no transporte de passageiros e motos
  


O tempo pode até apagar da placa a quantia dos milhões que foram desviados, mais jamais vão tirar da nossa memória a trajetória e histórico desses incompetentes, VEJA MAIS http://olivacijunior.blogspot.com.br/2014/03/mp-e-outros-precisa-fiscaliza-ponte-dos.html
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...