sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

NUNCA VOU TE ESQUECER

Um Dia tão triste que superou minha revolta, minha amiga felina princesa não morreu foi assassinada, numa espécie de homicídio doloso, tudo começou quando a pobrezinha chegou em casa ontem a tarde, mancando pela pata traseira esquerda, como tivesse sido pisada ou levado um chute, ou até mesmo uma queda, ainda fiz uma compressa de gelo no local, mas para minha surpresa ontem a noite sem eu saber minha mãe e o esposo da minha prima sem nenhuma consulta ao veterinário ou até mesmo sem fazer algum questionamento a mim, tiveram a triste idéia de dar meio comprimido de Diclofenaco de potássico[CATAFLAN],nesse momento meus milhares de orientações farmacêuticas sempre criteriosas, durante 13 anos de carreira profissional, sem nenhuma mácula não serviram para nada.
Hoje pela manhã ao acordar na expectativa de sua melhora, caso contrário levaria ao veterinário, encontro a gata com as pupilas dilatadas, salivando, urinando sangue em um quadro irreversível de intoxicação Medicamentosa, foi a partir desse quadro que perguntei a minha mãe o que tinha dado a ela, e na maior, e melhor boa intenção do mundo ela disse que tinha dado Diclofenaco imagine a agressão ao seu organismo dar 25mg para um animal de pequeno porte de cerca de 3 quilos, foi quando a pobrezinha teve uma crise de tosse com forte indício de início de parada Cardio-Respiratória era o começo do seu óbito, logo eu que sou contra automedicação tive um caso em casa, não sei porquê tiveram essa atitude, essa imprudência, até mesmo uma simples consulta no google teria evitado esse assassinato.
Minha maior tristeza se deve a fato de sua trajetória de vida tudo começou quando residia no município de Banabuiú/CE, Região do sertão central, quando exercia minhas atividades profissionais como bioquímico, um certo dia ao me dirigir ao trabalho por volta das 6:00hs da manhã, cedo como de costume para dar auxilio e fazer a supervisão da coleta de amostras dos exames laboratorias, ao entrar nas instalações do centro de saúde DR EVANDRO AYRES no seu corredor, com seu miado, meigo e sútil, me cativou foi amor a primeira vista para sua adoção, seria uma companhia fiel, sua primeira vida foi perdida quando teve que fazer uma viagem de 5 horas trancada no interior de um caminhão baú, sua segunda vida foi perdida quando teve uma laringite onde passou uma semana na clínica veterinária fazendo antibioticoterapia e suporte nutricional, sua 3 vida foi perdida quando parecia ser o seu caso mas difícil, devido a mesma fazer uso de meios anticonceptivos injetáveis, quando o correto seria a ovariectomia, a mesma adquiriu dois tumores que foram retirados com sucesso em um processo cirúrgico, depois de tudo isso é quase impossível se conformar com a forma de sua morte, um sentimento dolorido intensificado a cada lembrança, me desculpa, me perdoa, descansa em paz minha amiga.

4 comentários:

  1. olha rapaz adorei isso foi fantastico ate pq eu crio um periquito e tenho ele como um irmão ou ate filho, um abraço e tudo de bom...

    meu nome e janes avelino sou de banabuiú....

    ResponderExcluir
  2. sinto muito por essa fatalidade.
    quando a dor passar pense seriamente em adotar uma outra gatinha que precisa de amor assim com a sua princesa...

    ResponderExcluir
  3. Sinto muito a perda da sua amiga ...

    Eu perdi minha gata OSAMA quando meu pai resolveu esconder veneno pra ratos em baixo da escada ...

    Foi muito doloroso pra mim e sei o que está passando ...

    Força ...

    DAYANNE CARDOSO ALVES

    ResponderExcluir
  4. Amigo
    Sinto muito pela sua amiga e querida companheira, imagino como deve estar se sentindo, estou agora olhando para o meu gatinho siamês e imaginando se algo parecido acontecesse com ele.
    Forte abraço.

    ResponderExcluir

obrigado pelo comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...