sábado, 7 de março de 2009

HOMEM BOMBA PROTÓGENES CORRE RISCO DE VIDA


um material apreendido pela Polícia Federal que prova que o delegado Protógenes Queiroz centralizava o trabalho de uma imensa rede de espionagem que bisbilhotou secretamente desde a vida amorosa da ministra Dilma Rousseff até a ante-sala do presidente Lula, no Palácio do Planalto - passando pelo presidente Supremo Tribunal Federal, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador José Serra, além de deputados, senadores e advogados.

O conteúdo estava em um computador apreendido na casa de Protógenes. Nos documentos há relatórios que levantam suspeitas graves sobre as atividades de ministros do governo, fotos comprometedoras que foram usadas para intimidar autoridades e gravações ilegais de conversas de jornalistas - tudo produzido e guardado à margem da lei.

O material clandestino - 63 fotografias, 932 arquivos de áudio, 26 arquivos de vídeo e 439 documentos em texto - foi apreendido em novembro do ano passado pela Polícia Federal e estava armazenado em um computador portátil e em um pendrive guardado no apartamento do delegado no Rio de Janeiro.

O resultado final deve ser anunciado até o fim de março, mas pelo que já se encontrou nos arquivos pessoais de Protógenes não resta mais qualquer sombra de dúvida sobre a extensão de suas ações ilícitas cuja ousadia sem limite chegou à ante-sala do presidente Lula e a seu filho, Fábio Luis.
LEIA MAIS:

Um comentário:

  1. Olá, pelo que esse senhor fez ele terá sérios problemas mesmo. Mesmo se tivesse trabalhado na legalidade teria problemas sérios por mexer com pessoas de muito prestígio e dinheiro, agora imagine trabalhando na ilegalidade como demonstrou a polícia federal nessa reportagem da revida Veja!

    Abraços

    Francisco Castro

    ResponderExcluir

obrigado pelo comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...